Atividades Terroristas Contra o País

pag159O terrorismo, que atualmente tem ido além das dimensões locais e regionais, tornou-se um fenômeno global, não só por ameaçar a unidade dos países-alvo, mas também a paz mundial. A Turquia tem enfrentado durante muitos anos e feito progressos significativos na sua luta armada contra a organização terrorista  internacional  do PKK/Kongra-Gel, um

grupo terrorista internacional brutal que ameaça a integridade nacional através de suas atividades armadas. A nação turca, que pune severamente ao terror, reconhece a sua tarefa fundamental de proteger a unidade indivisível da República Turca, como seu território e nação.

O princípio básico do governo no combate ao terrorismo temsido a luta incessante das forças armadas, de acordo com as regras democráticas legais e da prevenção da comunidade civil de danos, separando os cidadãos dos terroristas. O fato de não terem ocorrido perdas de vidas de civis durante as operações das forças armadas turcas, é a maior prova do sucesso obtido.

Como resultado de uma campanha corajosa e determinados esforços lançados pelo governo turco contra o grupo terrorista PKK, o apoio dado a essa organização terrorista por parte de alguns países vizinhos cessou e o líder do PKK foi capturado em 18 de fevereiro de 1999, sendo justamente julgado e condenado.

Recentemente, a organização terrorista tem se focalizado na destruição de prédios públicos, utilizando armadilhas, minas e bombas, de forma a mostrar o lado cruel do terrorismo.

Atualmente, a organização terrorista PKK/Kongra-Gel e suas extensões se transformaram em uma organização criminosa à nível mundial, cooperando com outras organizações terroristas, através de uma rede.

Tendo em vista que a atividade da organização terrorista, realizadas em cooperação com organizações criminosas do tipo máfia, vem se desenvolvendo dentro do quadro do cri-me organizado (tráfico de seres humanos, lavagem de dinheiro, extorsão, contrabando de armas e tráfico de drogas) começaram a afetar os seus próprios países, os países europeus e os EUA começaram a impor restrições à organização terrorista em todo o mundo. De acordo com as restrições mencionadas acima, as atividades da organização terrorista PKK foram proibidas pela União Europeia, em 2 de maio  de  2002  e  em 5 de  abril de  2004  sob o  nome de  KADEK/Kongra-Gel. Por outro lado, as atividades da

pag161Organização foram  proibidas pelos EUA sob o nome do PKK, em 1997, sob o nome KADEK em 9 de dezembro de 2002 e sob o nome Kongra-Gel em 5 de abril de 2004.Além disso, em 19 janeiro 2010, o PKK/Kongra-Gel foi colocado em vigésimo terceiro lugar pelos EUA na lista elaborada anualmente de organizações terroristas proibidas e foi colocado em décimo sétimo lugar na lista de organizações terroristas elaborada pela UE em 23 de dezembro de 2009.

Alguns relatórios de reuniões internacionais declaram que a organização terrorista está em cooperação com organizações criminosas e realizam atividades tais como tráfego de droga, sequestros e contrabando de armas. Neste contexto os seguintes documentos foram publicados:

  • O Relatório de Estratégia Internacional de Controle de Droga, elaborado em 1996, menciona que: Os membros do PKK/Kongra-Gel controla o cartel de drogas da Europa, para manter o financiamento de suas atividades terroristas, o PKK/Kongra-Gel produz e comercializa a heroína.
  • No Relatório de 2002 sobre as relações entre os terroristas,  trafico de drogas,  contrabando  de armas  e  crime organizado na Europa Ocidental, menciona que: O PKK/ Kongra-Gel está em cooperação ativa com as organizações criminosas e faz tráfico de drogas e contrabando de armas.
  • Na palestra de Asa Hutchinson, o diretor do departamento do combate as drogas, dirigida aos participantes do congressos realizado nos EUA em 2002 afirma que: PKK/ Kongra-Gel estava recebendo comissões de traficantes de drogas e estava protegendo os contrabandistas de armas.
  • O Relatório sobre Terrorismo no País que foi publicado em2006 menciona que: A organização terrorista PKK continua presente no Norte do Iraque, provendo seu suporte logístico e coordenando seus ataques para o sul da Turquia, com o apoio financeiro da Europa.
  • O Relatório da União Europeia sobre posições atuais e Tendência do Terrorismo na Europa, que foi publicado em 2007, menciona que: A organização terrorista aumentou suas fontes financeiras na Europa.
  • O Relatório intitulado “Desarmamento e integração do PKK” elaborado por Davis L. Phillips com o logotipo da Política Internacional  dos EUA e Comitê Nacional,  datado de 15 de janeiro de 2007 menciona que a Organização estava obtendo financiamento através do contrabando de drogas.
  • Nos Relatórios da OTAN sobre a dimensão econômica e financeira do terrorismo, publicado em Novembro de 2008 menciona que: O PKK tinha relações com o crime organizado e ligações com o tráfico de drogas.
  • Nos relatórios elaborados pela Europol em 2009, sobre as posições atuais e tendências do terrorismo na Europa, consta que a organização terrorista tem realizado diversas campanhas, manifestações e atividades de propaganda na Europa para recrutar membros, atraindo durante essas atividades terroristas e simpatizantes tais como criminosos, ladrões, incendiários, incluindo entre estes, oficiais de alto nível para organizar todas as operações da organização terrorista relacionados às drogas e os imigrantes ilegais.

pag163Todas  as  atividades da  organização  terrorista,  relativa ao tráfico  de  drogas,  são  organizadas  pelas  autoridades superiores desta organização. Para a distribuição da droga, especialmente na Europa, a organização terrorista usa imigrantes ilegais, refugiados, desempregos e pessoas indefensas; Associações, instituições políticas e culturais que suportam à organização, também são utilizados ao longo do tempo para a realização das atividades ilegais mencionadas anteriormente.

Existe também as seguintes informações sobre a organização: Recebimento e extorsão de dinheiro pelos traficantes e contrabandistas localizados na alfândega, nos chamados pontos de passagem ao longo da fronteira, alegado como pretexto, o pagamento de taxa de imposto. Além disso, esta organização recebe “propina” pelo trabalho de cooperação para as redes de contrabando.

É evidente que o PKK/Kongra-Gel está recebendo rendimentos através da participação em todas as fases do tráfico de drogas. Nas operações realizadas contra o PKK/Kongra-Gel, nos últimos 3 anos, 40 toneladas de heroína, 95 toneladas de haxixe e milhares de materiais sintéticos foram apreendidos.  A organização terrorista obtém um lucro de  quase 140 milhões de euros provenientes do tráfico de drogas. O PKK/Kongra-Gel organização terrorista, foi finalmente incluída na lista dos “Contrabandistas de narcotráficos” pelo governo dos EUA em 30 maio de 2008. Além disso, em outubro de 2009, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) do Departamento do Tesouro dos EUA, designou alguns líderes da organização terrorista como “Excepcionais Narcotraficantes”.

pag164Durante a guerra do Iraque, mesmo que a organização terrorista tenha estabelecido esconderijos relativamente seguros no norte do país, os esforços da Turquia continuam a estabelecer a paz e a segurança em todo o território iraquiano, especialmente nas regiões leste e sudeste.

Como resultado dos esforços realizados dentro do contexto de democracia e regras legais contra PKK/Kongra-Gel, projetos econômicos e sociais foram elaborados e implantados, os indicadores econômicos da região têm registrado melhorias consideráveis não só apenas para a paz regional e nacional, mas, também para a paz mundial. Neste âmbito, a Turquia expressa em cada oportunidade, a necessidade de cooperação internacional na luta contra o terrorismo.

 

Fonte: Direção Geral de Imprensa e Informação do Primeiro Ministério da Turquia, 2010